Arquivo da categoria: Sociologia

Georg Simmel – A vida na metrópole

Neste vídeo, são apresentadas as reflexões de Georg Simmel. Através de 4 conceitos, pode-se compreender a vida na sociedade atual. Simmel era contemporâneo de Durkheim.

Zygmunt Bauman – A modernidade líquida

Neste vídeo, são apresentados os principais conceitos e a análise que Bauman faz da vida contemporânea.

Afinal, o que é cultura?

Será que sabemos o que significa cultura? Será que existe um consenso sobre este conceito? Bom, essas são as duas principais perguntas que norteiam este vídeo.

Identidade, etnocentrismo e estranhamento

Aí estão três conceitos essenciais da Antropologia! De modo bem simples e, vale dizer, superficial, busca-se abordar estes três movimentos importantíssimos para se fazer Antropologia.

Violências Estruturais – O que são?

Você já ouviu falar em violências estruturais? Elas também são chamadas de violências silenciosas ou cotidianas. Isso porque são atos praticados contra o cidadão, principalmente o mais pobre. De tão arraigados em nosso cotidiano, esses atos mal são percebidos, ao contrário da violência física. O núcleo de conteúdos especiais da Rede Minas de Televisão preparou uma série de quatro episódios sobre o assunto. Neste primeiro, entenda o que são essas violências estruturais, e porque elas são flagrantes no Brasil. Pensadores como Eric Nepomuceno (escritor), Luiz Ruffato (escritor), Joviano Mayer (advogado) e Maria Fernanda (professora da UFMG) constroem uma análise sobre essas questões.

Videoaula sobre Max Weber – Racionalidade e Desencantamento

Por que será que existem tantas regras? Por que será que as pessoas estão tão frias? Weber considera que a sociedade está em um processo crescente de racionalização.

Debate sobre segregação socioespacial e intolerância

Por trás do crescimento das cidades existe uma série de decisões, tomadas tanto pelo poder público como pela comunidade, que afetam diretamente no desenvolvimento do espaço urbano. Nesta edição do Nuevo Debate da UFPR TV, a professora Silvana Marta Tumelero, do curso de Serviço Social da UFPR Litoral, fala sobre segregação socioespacial e intolerância.

Videoaula sobre Émile Durkheim – Solidariedade mecânica e orgânica

Nesta videoaula de Sociologia, são apresentadas as teses de Émile Durkheim, importantíssimo pensador no campo das Ciências Sociais, abordando a temática da Divisão do Trabalho Social e as formas de solidariedade social.

Videoaula sobre Émile Durkheim – O fato social

Texto do Professor Anderson Pinho (Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=2rVhmTzVzZA) Durkheim acreditava que os acontecimentos sociais – como os crimes, os suicídios, a família, a escola, as leis – poderiam ser observados como coisas (objetos), pois assim, seria mais fácil de estudá-los. Então o que ele fez? Propôs algumas das regras que identificam que tipo de fenômeno poderia ser estudado pela Sociologia. A esses fenômenos que poderiam ser estudados por uma ciência da sociedade ele denominou de fatos sociais. Assim, a teoria dos fatos sociais é o ponto de partida dos estudos de Durkheim. Entendendo-os como “maneiras de agir, de pensar e de sentir exteriores ao indivíduo, dotados de um poder de coerção em virtude do qual se lhe impõem”, podemos traçar três características que distinguem os fatos sociais: 1 – A coerção social que é a força que os fatos sociais exercem sobre os indivíduos e que os levam a conformar-se às regras da sociedade em que vivem, independentemente de sua escolha ou vontade. 2 – A exterioridade dos fatos sociais que existem e atuam sobre os indivíduos independentemente de sua vontade ou de sua adesão. As regras sociais, os costumes e as leis já existem antes dos indivíduos e independentemente deles. 3 – A generalidade quer dizer que todo fato social é geral, pois se aplica a todos os indivíduos ou à maioria deles. Na generalidade encontra-se a natureza coletiva dos fatos sociais, seu estado comum ao grupo.