Arquivo da categoria: Liberalismo

John Stuart Mill – Liberalismo

Texto do Professor Anderson Pinho (Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=_LSMxMorzow) John Stuart Mill (1806-1873) foi educado de modo metódico e severo pelo pai (é impressionante todo o trabalho que James fazia o filho realizar). Crescido na atmosfera cultural inglesa do liberalismo, amigo do economista francês Jean-Baptiste Say (que visitou na França), influenciado pelos escritos de Saint-Simon e seus seguidores, mais tarde leitor e correspondente de Comte (cujas ideias autoritárias e despóticas refutaria), desde jovem, quando leu Bentham pela primeira vez, em 1821, acreditava possuir o que pode ser chamado de “objetivo de vida”: “ser um reformador do mundo”. E pelo resto de sua vida, John Stuart Mill trabalhou com muita intensidade, dentro da tradição empirista, associacionista e utilitarista, construindo com muita intensidade um conjunto de teorias lógicas e ético-políticas que marcaram a segunda metade do século XIX inglês e que até hoje constituem pontos de referência e etapas obrigatórias, tanto para o estudo da lógica da ciência como para a reflexão no campo ético e político. De fato, se o ensaio Sobre a liberdade (1859) – escrito em colaboração com sua mulher – é um clássico da defesa dos direitos da pessoa, seu Sistema de lógica raciocinativa e indutiva (1843) continua um clássico da logica indutiva.

O contrato social de Hobbes, Locke e Rousseau

Entenda e conheça as teorias contratualistas de Thomas Hobbes, John Locke e Rousseau.

Jean-Jacques Rousseau e suas críticas filosóficas

Entenda a Filosofia de Jean-Jacques Rousseau, um dos mais importantes filósofos iluministas.

John Locke: Do contrato social ao Empirismo

Entenda a filosofia de John Locke, suas concepções políticas e epistemológicas.

Videoaula sobre o Contratualismo

Neste vídeo, o Prof. Matheus Passos apresenta as principais características do Contratualismo. O objetivo é deixar claro três aspectos centrais do Contratualismo para o posterior entendimento do pensamento político de Hobbes, Locke e Rousseau. Em apenas sete minutos você irá entender os pontos centrais do Contratualismo e terá uma melhor compreensão de conceitos fundamentais na formação do Estado moderno.

Videoaula sobre o contrato social em Rousseau

Texto do Professor Anderson Pinho (Disponível em: https://www.youtube.com/watch?v=cCMebudVJss&feature=emb_logo) Jean-Jacques Rousseau (1712-1778) nasceu em Genebra e era filho de franceses calvinistas que fugiram da França por causa das perseguições. Foi talvez o único filósofo iluminista que não nasceu em berço de ouro. Desde muito cedo teve que trabalhar para se sustentar, e em 1742 vai para a França em busca de se destacar profissionalmente como professor de música. Rousseau era um Homem inteligente e escrevia sobre muitos assuntos. Ele escreveu sobre música, poesia, mas foi com Discurso sobre a origem e a desigualdade entre os homens (1755), O contrato social (1762), e Emílio (1762), que Rousseau deixou seu nome marcado na história como um grande filósofo, influenciando com suas ideias os rumos da França e do mundo ocidental por conseguinte. Essas três obras são um todo que formam o seu pensamento político. Suas obras eram tão radicas que ele recebia críticas severas até mesmo de outros filósofos iluministas, principalmente de Voltaire que dizia que se fossemos dar ouvidos a Rousseau teríamos que voltar a andar de quatro. Rousseau é também um grande contratualista, ele escreve sobre a origem do Estado seguindo o mesmo caminho de Hobbes e Locke, mas diverge totalmente de ambos.

 

Videoaula sobre o contrato social em John Locke

Neste vídeo, o Prof. Matheus Passos fala sobre o contrato social em John Locke. Explica como ocorre, na visão de Locke, a criação do contrato social e a passagem do estado de natureza para o estado de sociedade. Locke é um dos autores que usam o contrato social como explicação teórica para o surgimento do Estado moderno.